DESENVOLVIMENTO E AVALIAÇÃO DE UM LABORATÓRIO VIRTUAL DE ENSINO DE CIÊNCIAS (LAVEC) NO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA FLUMINENSE

Rodrigo Garrett da Costa, Diogo Florencio Pessanha, Samila C. Chagas do Rosário

Resumo


INTRODUÇÃO:
O estudo faz parte de um projeto de pesquisa em desenvolvimento no núcleo de Física do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Fluminense para atender aos alunos do curso de Ciências da Natureza (Licenciatura em Química, Física e Biologia), e propõe a construção e avaliação de um site intitulado Laboratório Virtual de Ensino de Ciências (LAVEC).
Segundo Games (1998), o LAVEC pode ser classificado como um software hipermídia, por apresentar uma forma não linear de armazenamento e recuperação de informações baseada no uso de hyperlinks. Um software hipermídia é formado por um hipertexto que possibilita
a ligação de partes das informações em diferentes mídias, como figuras, vídeos e animações.
O Laboratório Virtual está sendo desenvolvido a partir das técnicas descritas no HMT (Hypermedia Modeling Technique) propostas por Nemetz (1995). Essas técnicas buscam auxiliar a fase de modelagem e projeto de aplicações hipermídia, a partir de quatro modelos para descrever uma aplicação: modelo de objetos, modelo de hiperobjetos, modelo de interface e modelo navegacional.
Sua utilização poderá ocorrer através de um link na página oficial da escola, onde os alunos terão acesso ao hiperdocumento que estará armazenado no servidor web. Pretendemos com isso alcançar os seguintes objetivos: (1) oferecer aos alunos um material complementar às aulas práticas presenciais de laboratório; e (2) estimular discussões e promover o uso das ferramentas computacionais na disciplina.

METODOLOGIA:
O primeiro momento da pesquisa compreendeu a fase de leitura e levantamento bibliográfico sobre o tema Objetos Digitais de Aprendizagem. Uma vez definidos nossos
objetivos, estudamos sobre a aplicação das ferramentas disponíveis gratuitamente na internet, como o NVU e o Ulead COOL 3D® no desenvolvimento do site e das animações em 3D. Finalizada essa etapa, o Laboratório Virtual foi apresentado aos alunos para uma primeira avaliação quanto às suas características de usabilidade, e também quanto à qualidade do seu conteúdo e do material disponibilizado. A avaliação consistiu na aplicação
de um questionário com perguntas fechadas e abertas, adaptadas do trabalho de Lima (2000), com base em critérios de qualidade desejáveis em softwares e nas heurísticas de Nielsen (1994). As opções de respostas foram identificadas de 0 à 4, em ordem crescente de
satisfação.
As respostas do questionário, ao serem analisadas, deram origem a uma ampla discussão no grupo, que buscou ponderar as alterações sugeridas pelos alunos para aperfeiçoamento do hiperdocumento quanto ao seu conteúdo e funcionalidades. Tão logo os ajustes tenham sido efetuados, pretende-se aplicar o LAVEC nessa mesma turma com base uma estratégia pedagógica baseada na Teoria da Aprendizagem Significativa de David Ausubel (2003). Essa Teoria propõe um modelo para o processo de assimilação de novas informações na estrutura cognitiva presente no aprendiz de modo que a estrutura cognitiva já existente facilite a aprendizagem, pois serve de âncora para a subsunção de novas informações.


RESULTADOS:
Em relação aos critérios de usabilidade analisados no hiperdocumento, obteve-se 66% de aprovação máxima entre os entrevistados, o que na classificação de Lima (2000) sugere que o hiperdocumento seja recomendado para uso. Quando perguntados se o site era interessante, todos os entrevistados foram unânimes em afirmar que sim. A respeito da adequação dos conteúdos disponíveis em função dos seus conhecimentos prévios no assunto, 60% dos alunos afirmaram que a linguagem está de acordo. Quanto às expectativas criadas em relação ao laboratório Virtual, 60% dos entrevistados afirmaram que ele atendeu perfeitamente ou satisfatoriamente, enquanto que 30% julgaram ter sido parcialmente atendidos. Os 10% restantes consideraram que o hiperdocumento não atendeu às expectativas. A importância no uso do Laboratório Virtual como forma de complementar as atividades presenciais foi confirmada por 80% dos alunos, que o consideraram necessário, enquanto que 20% entenderam que o site pode ser útil em alguns casos. Algumas propostas de melhorias sugeridas pelos entrevistados dizem respeito à criação de mecanismos que possibilitem a interatividade dos usuários, como por exemplo, fóruns de discussão e ferramentas de software colaborativo. Também foi solicitado que se aumente a
quantidade de informações disponíveis no hiperdocumento, como conteúdos, links e artigos.
Questionados sobre as dificuldades encontradas durante a navegação no Laboratório Virtual, alguns alunos afirmaram que, devido ao sistema de busca no hiperdocumento estar
inoperante, seu uso foi prejudicado. Outra questão levantada diz respeito à falta de referência em alguns textos acrescentados no hiperdocumento. Nesse aspecto, as modificações já estão sendo providenciadas.


CONCLUSÕES:
Os resultados preliminares obtidos através do questionário de satisfação dos usuários indicam uma boa aprovação dos alunos, no que diz respeito aos critérios de usabilidade e
qualidade das informações do hiperdocumento. Nesse sentido, as respostas coletadas através da entrevista trouxeram uma grande contribuição para o aperfeiçoamento do hiperdocumento, que busca atender aos anseios dos alunos quanto ao uso do Laboratório Virtual. A relevância desse estudo foi constatada através dos depoimentos tomados dos alunos e também da professora da disciplina, que foi bastante favorável à continuidade e ampliação do projeto.
Como proposta de trabalho futuro, pretende-se utilizar o Laboratório Virtual em paralelo com as aulas práticas de bancada, para que se possa fazer uma avaliação a respeito da sua contribuição na aprendizagem dos significados e das técnicas pertinentes.


Palavras-chave


Laboratório Virtual; Ensino de Ciências; Hiperdocumento